Pintura começou em maio, com a parceria de federações desportivas. Foto: Isaac Júnior (Ascom/FVO)
Pintura começou em maio, com a parceria de federações desportivas. Foto: Isaac Júnior (Ascom/FVO)

Inaugurado em meados da década de 1970 e palco de grandes competições esportivas em Manaus, o Ginásio Renée Monteiro acaba de receber mais um trato no visual. A pequena reforma começou em maio e abrange desde a desobstrução de banheiros, à pintura da quadra onde os jogos e treinos são realizados.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Fundação Vila Olímpica (FVO) – que é a responsável pela gestão do ginásio – e as federações de Vôlei, Basquete, Futsal e a Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM).

A transformação também beneficia diretamente os alunos do colégio Solon de Lucena, que se utiliza do local para a prática da educação física, além de outros projetos executados pela instituição voltados para o esporte.

Reforma beneficia também alunos do Solon de Lucena, que utlizam o local para a prática da educação física. Foto - Isaac Júnior (Divulgação-FVO)

Reforma beneficia também alunos do Solon de Lucena, que utilizam o local para a prática da educação física

 

O ginásio Renée Monteiro tem capacidade para aproximadamente mil pessoas e abriga competições nas diversas categorias dessas modalidades.

A FVO entrou com a mão de obra, enquanto as entidades esportivas doaram o material, numa ação que serve até de alternativa perante a crise atual.

“Tudo isso faz parte de um conjunto de ações que começaram a ser feitas dentro da própria Vila Olímpica, que visam revitalizar todo o complexo, e que agora são levadas também para outras unidades geridas pela FVO, com o apoio dos próprios parceiros”, destacou o diretor-presidente da instituição, Aly Almeida, em referência a serviços como troca de luminárias em toda a Vila, reforma da pista de atletismo, do parque aquático, da pista de kart, entre outros.

As obras no Renée começaram em maio deste ano, com a pintura das paredes do corredor onde funciona a área da administração/federações.

10

Ao redor da quadra, alguns acentos também foram trocados durante a reforma

 

Em junho foram feitas a limpeza da fossa e a desobstrução de dois banheiros.

No mês seguinte, a ação possibilitou a troca de 207 assentos e cadeiras. O material é o mesmo utilizado e reaproveitado do Vivaldo Lima, quando o mesmo ainda não era a atual Arena da Amazônia.

Dentro do ginásio houve trocas de lâmpadas, conserto das redes de handebol e futsal, além de pintura na quadra de vôlei, corrimãos, paredes, traves e teto de vestiários.

9

Pintura minuciosa seguiu critérios em que cada detalhe é importante para que tudo fique perfeito no final

 

Para a próxima etapa está a prevista a pintura do piso das quadras de handebol e basquete, além da área externa do ginásio.

 

Mais parceria

Ainda este ano, o Governo do Amazonas deverá iluminar toda a área do Kartódromo da Vila Olímpica de Manaus. O primeiro passo nesse sentido já foi dado entre a FVO e a Associação de Kart do Amazonas (AKA), para que as competições normalmente realizadas nas tardes de domingos, possam ser transferidas para o período noturno, para fugir do forte calor registrado principalmente no segundo semestre de cada ano.

“É uma reivindicação antiga e que agora, com a boa vontade do professor Aly, deverá ser finalmente atendida”, informou o piloto e também vice-presidente da AKA, Arian Maia.

 

Estudantes agradecem

A transformação que o ginásio Renée Monteiro recebeu nos últimos meses animou os estudantes que se utilizam do local para a prática da disciplina educação física, principalmente.

Ao todo são 27 turmas que se dividem entre o complexo e a quadra instalada no anexo da escola. Desse total, seis são orientadas pela professora Kátia Helena Almeida, que trabalha na instituição desde 2009 e até participa de um projeto desportivo que visa beneficiar a formação básica dos próprios alunos, dentro de modalidades específicas.

“O esporte do Solon de Lucena cresceu nos últimos anos e já é referência nos Jogos Escolares do Amazonas ”, destacou a professora.

“Graças ao trabalho como esse que desenvolvemos aqui, com o apoio da FVO”, acrescentou a diretora da escola, Ana Andréa de Souza Lima.

Grupo de alunos que se beneficiam com a prática esportiva no ginásio. Professora Kátia (esq.) e diretora Ana Andréa (dir.)

Grupo de alunos que se beneficiam com a prática esportiva no ginásio. Professora Kátia (à esquerda) e diretora Ana Andréa (à direita)